Com Ajuda da Editora Mol, ONG Focinhos de Luz Instala Sistema de Energia Solar

Nenhum comentário

No dia 1º de agosto de 2018, a humanidade esgotou o estoque de recursos naturais para o ano inteiro, de acordo com a Global Footprint Network, uma organização internacional de pesquisa. O fato é conhecido como “DIA DE SOBRECARGA DA TERRA”, momento em que a demanda anual da humanidade em relação à natureza ultrapassa a capacidade de renovação dos ecossistemas terrestres naquele ano.
Enquanto uns optam pelo consumo desenfreado dos recursos naturais, outros procuram um caminho que proporcione sustentabilidade.
Como se não fosse ímprobo a responsabilidade de manter um centro de acolhimento e tratamento para animais resgatados dando-lhes assistência médico-veterinária, abrigo, alimentação e “restabelecimento das feridas da alma”, a diretoria da ONG FOCINHOS DE LUZ, resolveu junto ao conselho mais uma vez optar por uma escolha benéfica ao próximo.
“Optamos pelos módulos fotovoltaicos por ser uma fonte de energia renovável. Nós entendemos que precisamos promover o desenvolvimento sustentável urgentemente pois é imprescindível para a continuidade da vida humana no planeta.” – afirmou a diretora geral Thaisa Escobar.
Com a ajuda da EDITORAL MOL, A ONG de 2300 m² localizada em GUARATIBA conta com a ajuda de 39 membros (dentre funcionários e voluntários), agora gera sua própria energia. Com um sistema de micro geração de energia fotovoltaica de potência 8,58kWp, 26 módulos de 330W evitam uma emissão de 79Kg de CO₂ por mês. Ao longo de 30 anos, (tempo médio de um sistema solar fotovoltaico) são 28,4 toneladas de emissão de CO₂ simplesmente evitados de despejo na ATMOSFERA.
Além da contribuição para o equilíbrio do meio ambiente, há também uma enorme economia financeira que merece ser destacada. A ONG, que se mantém com doações, rifas, eventos e vendas em sua loja virtual, economizará cerca de R$ 11.000,00 ano que poderão ser revertidos em melhorias para os animais.

Post anterior
Ministro anuncia para breve portaria sobre energia solar em imóveis populares
Próximo post
Ministro anuncia para breve portaria sobre energia solar em imóveis populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Menu